PULO - DO - GATO Nº 08
Polissemia - Denotação/Conotação - Sinonímia/Antonímia - Hiperonímia/Hiponímia.

O estudo do Vocabulário constitui importante capítulo para todos que buscam aperfeiçoar as atividades de leitura e produção de textos.

A Lingüística diferencia Vocabulário e Léxico. Este é o conjunto teoricamente infinito de todas as palavras já realizadas e também potenciais de uma língua. Já o Vocabulário é o conjunto de palavras efetivamente realizada pelos falantes.

Sabemos que no estudo de qualquer língua o Léxico representa a parte de maior dependência cultural, sendo suscetível, portanto, a mudanças rápidas e constantes, as quais não ocorrem da mesma forma nas outras estruturas.

Como se pode enriquecer o Vocabulário?

Inicialmente temos de admitir que não é tarefa fácil, que só se realiza com esforço, através do tempo, por meio da fixação e da memorização.

Para a realização desse objetivo é preciso dialogar com pessoas que se expressam bem; ler textos variados e bem escritos; memorizar os diferentes significados das palavras por meio de dicionários. Por último, produzir textos variados em que as palavras surgidas nas leituras e já memorizadas nos dicionários, possam ser contextualizadas,isto é, usadas adequadamente em frases. É claro que a prática de exercícios também ajuda.

Vamos indicar agora um roteiro de estudo do Vocabulário, colhido na Semântica e na Pragmática, o qual trata da significação das palavras:

  • Polissemia;
  • Denotação/Conotação;
  • Sinonímia/Antonímia;
  • Hiperonímia/Hiponímia;
  • Homonímia/Paronímia;
  • Diferentes Registros;
  • Fraseologia.

a) Polissemia

A palavra Polissemia compreende dois radicais: [poli = muito] e [semia = significado]. Portanto, uma palavra pode apresentar diferentes significados, dependendo dos usos lingüísticos em que possa aparecer. Vejamos os diferentes significados de abater:

  • Abater a árvore = derrubar
  • Abater a fera = matar
  • Abater o inimigo = derrotar
  • Abater-se com a derrota = sentir
  • Abater a dívida = descontar

Ao consultar o dicionário, verificamos que a maioria das palavras são polissêmicas. O significado da palavra deve, portanto, ser considerado na frase e não, isoladamente. Observe, por exemplo, no dicionário, dezenas de significados possíveis para a palavra ponto. Como curiosidade consulte no Aurélio os signficados das palavras: ponto e linha.

b) Denotação/Conotação

As palavras podem ser usadas em seu sentido usual, aquele que aparece primeiro nos dicionários, isto é, denotativamente. A denotação é objetiva e válida para todos os falantes. A conotação relaciona-se com o sentido figurado, com as associações feitas pelo falante.

Exemplos:

Denotação

Conotação

Cristo morreu na cruz

Cada um tem a sua cruz

Não quero a rosa que me dás

Quero a rosa que tu és

As gírias, que veremos mais à frente, não raro apresentam sentido conotativo, por exemplo: grilo, fossa, abacaxi, etc.

c) Sinonímia/Antonímia

Sinonímia

Em razão da polissemia, pode-se afirmar que não há sinônimos perfeitos, mas, sim, palavras, que em determinados contextos lingüísticos, podem ser substituídas por outras significações correspondentes. Por exemplo: branco é sinônimo de alvo em alguns contextos, mas não em todos. Exemplos:

  • Tecido branco = tecido alvo
  • Alcançar o meu alvo = ?

Observe-se ainda que a escolha sinonímica vai depender dos registros técnicos ou cultos. Por exemplo: peito - seio - busto - dor de cabeça - cefaléia ou cefalgia são usados em diferentes contextos.

Antonímia

São palavras que, dependendo do contexto, têm sentido contrário a outras. Muitas vezes o antônimo é feito por prefixo:

Leal x desleal; feliz x infeliz; típico x atípico

Outras vezes o antônimo é obtido por outra palavra (lexema):

Claro x escuro

Rico x pobre

d) Hiperonímia/Hiponímia

A palavra “cachorro” está contida no conceito “animal”. A esse fenômeno dá-se o nome de Hiponímia. Inversamente, “animal” comporta: “cachorro, lobo, carneiro, etc.” Animal é um caso de Hiperonímia. Assim deduzimos que a Hiponímia particulariza e a Hiperonímia generaliza.

Exemplo:

HIPERONÍMIA

HIPONÍMIA

Animal

Cachorro

Lobo

Carneiro

Faça o teste sobre Polissemia

Próximo Pulo-do-Gato Nº 09 - Homonímia/Paronímia